Get Adobe Flash player

Maria do Carmo Guimarães Pereira

Pós-graduada em Design e Cultura pela Universidade Mineira de Educação e Cultura (Fumec), atualmente cursa disciplinas isoladas do Mestrado em História, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde busca fundamentação teórica para sua pesquisa sobre a história do bordado e seu desenvolvimento artístico e sociocultural. Ministra a palestra A Linguagem do Bordado: um percurso na história e na cultura, resultante de suas pesquisas.

É professora do Curso de Formação Global da Criança e do Adolescente e professora do Curso de Bordados para adultos.
Restauradora e, também, pesquisadora da técnica do bordado desde 1980, é responsável pela avaliação e seleção das peças doadas para o Acervo de Bordados Maria Arte & Ofício, disponibilizando-as para exposições abertas ao público.

Fundou o projeto social “Grupo Meninas do Cafezal” que, mediante a prática de bordar, trabalha cidadania, profissionalização, cultura e autoestima de mulheres de baixa renda da Favela do Cafezal em Belo Horizonte (Aglomerado da Serra). Atualmente, Maria do Carmo supervisiona esse grupo, uma vez que as integrantes já se encontram em processo de independência e buscam uma sede própria.

Se você matricular as mãos, ganha um oficio.
Se você matricular o coração, vira emoção.
Se você matricular a cabeça, faz terapia; mas
se você matricular a alma, aí é arte.